publicações

Livros organizados por pesquisadores do NAVIS

com imagens dos lançamentos

HISTÓRIA E ARTE

 
capalivro1.jpg

FREITAS, Artur; KAMINSKI, Rosane (orgs). História e arte: encontros disciplinares. São Paulo: Intermeios, 2013.

Esta obra aborda alguns dos diversos modos de entrecruzamento entre a História, a História da Arte e a Arte, e é resultado das conferências, mesas redondas e discussões realizadas durante o I Simpósio de História e Arte, ocorrido em Curitiba em agosto de 2012. O evento, organizado pelo grupo de pesquisa Núcleo de Artes Visuais (navis/cnpq) em parceria com a linha de pesquisa Intersubjetividade e Pluralidade do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (pghis/ufpr), buscou um intercâmbio teórico e historiográfico com pesquisadores de diversos Programas de Pós-Graduação do país, fomentando o debate interdisciplinar. A programação foi financiada pela Capes, envolvendo conferências e mesas temáticas realizadas ao longo de três dias por especialistas na relação entre Arte, História e Visualidade. A partir da concretização do evento, diversos conferencistas, palestrantes e moderadores propuseram-se a redigir os textos que compõem esta publicação.

LINK

 

LANÇAMENTO

13/09/2013 - 19h00

Conversa com os autores Rosane Kaminski, Artur Freitas, Paulo Reis, Geraldo Leão e Luiz Carlos Sereza, com mediação de Manuel Guerrero.  Sessão de autógrafos. Local: UFPR, D. Pedro I, anfiteatro 600, Curitiba.

 

ARTE E POLÍTICA NO BRASIL

 
capalivro2.jpg

EGG, André; FREITAS, Artur; KAMINSKI, Rosane (Org.). Arte e política no Brasil: modernidades. São Paulo: Perspectiva, 2014.

"Arte e Política no Brasil: Modernidades", que a editora Perspectiva apresenta ao público leitor, fundamenta-se no fato de que o próprio discurso artístico pode, ou deve, ser entendido como um tipo de discurso político, numa compreensão ampliada que abarcaria três possibilidades iniciais: (1) a arte enquanto engajamento, nas suas mais variadas formas e matizes, da resistência cultural à política da linguagem; (2) a dinâmica social da arte, aí incluídas as suas principais instituições de legitimação, como a crítica, o mercado, o museu, a indústria fonográfica, os selos editoriais etc.; (3) a política cultural defendida e eventualmente posta em prática pelos organismos políticos institucionalizados, seja no Estado, nos partidos ou nos movimentos intelectuais. Esses diversos rumos que os processos em exame podem tomar, conduzem a reflexão a seu propósito para a dimensão política da arte, na medida em que, inegavelmente, todo o fazer artístico é histórico, ou seja, está em relação íntima com seu tempo e com as condições de sua produção e circulação.

LINK

 

LANÇAMENTO

30/03/2015 - 19h00

Palestra com Marcos Napolitano (USP) com a presença dos organizadores André Egg, Artur Freitas e Rosane Kaminski, além dos autores Allan Oliveira, Geraldo Leão e Pedro Plaza.  Sessão de autógrafos. Local: UFPR, D. Pedro I, anfiteatro 100, Curitiba.

 

IMAGEM, NARRATIVA E SUBVERSÃO

 
imagemnarrativa.jpg

FREITAS, Artur; GRUNER, Clóvis; KAMINSKI, Rosane; HONESKO, Vinícius; REIS, Paulo. Imagem, narrativa e subversão. São Paulo: Intermeios, 2016.

O livro Imagem, narrativa e subversão discute alguns dos diversos modos de subversão das narrativas, seja no âmbito das narrativas historiográficas sobre arte, seja no das próprias narrativas artísticas enquanto produtos histórico-culturais. As articulações entre diferentes formas de arte e sua potência estética e política; a força das imagens e das narrativas na edificação da memória (individual, local, regional, nacional); a urgência de pautas como o corpo, a cidade, a violência, a catástrofe, a experiência traumática e a aids transfiguradas em matéria artística; a necessidade de revisão dos cânones historiográficos sobre arte a partir de novos enfoques como a América Latina e a africanidade – são temas presentes neste livro, que está organizado em duas partes relativamente abrangentes. Seu intento é sugerir novas conexões a partir da aproximação entre as ideias propostas pelos diferentes autores, estimulando assim a subversão de saberes já parcialmente cristalizados sobre a arte, a história e suas múltiplas relações com outros campos discursivos.

LINK

 

LANÇAMENTO

14/06/2016 - 19h00

Bate-papo com os organizadores Artur Freitas, Clóvis Gruner, Paulo Reis, Rosane Kaminski e Vinícius Honesko, com mediação de Evander Ruthieri. Sessão de autógrafos. Local: UFPR, D. Pedro I, 6º andar, sala 612, Curitiba.

Registros fotográficos de Larissa Brum

 

ARTES E VIOLÊNCIAS

 

KAMINSKI, Rosane, HONESKO, Vinícius, SEREZA, Luiz Carlos (orgs.) Artes e violências. São Paulo: Intermeios, 2020.

O livro Artes e Violências traz à discussão as complexas relações entre as linguagens artísticas e as formas de violência. É fruto das atividades integradas entre os Grupos de Pesquisa CNPq “Núcleo de Artes Visuais” (NAVIS), “Arte, Memória e Narrativa” (AMENA) e um terceiro grupo, do qual participam pesquisadores do Brasil e da Espanha, num acordo de cooperação firmado sob o projeto de pesquisa comum “Imagens de Traumas". Como resultado dessas parcerias e dos debates ali fomentados, os capítulos desta coletânea, ao se debruçarem sobre casos históricos nacionais e internacionais em que a violência crua se sobrepõe ao poder – isto é, aquilo que na teoria do Estado é assumido como a dimensão do monopólio e uso legítimo da violência –, permitem refletir, num sentido amplo, sobre a eficácia da arte na construção de memórias sobre situações traumáticas e violentas ou, ainda, sobre a potência da arte enquanto movimento de elevação, de manutenção do que costumamos designar como humanidade

LINK

capalivro4.jpg

 

LANÇAMENTO

12/11/2020 - 16h30

Sessão de lançamento com os autores durante o evento Memória, Arte e Monumentalização da Violência. Modo remoto.